quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Ação movida pelo Siemaco libera pagamento para mais de 400 trabalhadoras em Araucária

O Siemaco (Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba) efetuou ontem (11/01) o pagamento de salários e décimo terceiro para 436 ex-funcionárias da Produserv que prestavam serviço para a Prefeitura de Araucária. Com a alegação de problemas financeiros em razão de atrasos constantes da Prefeitura, a empresa encerrou o contrato dia 26/12, sem o pagamento dos valores devidos.

Para resguardar os direitos dos funcionários, o Siemaco ingressou com ação imediata na Justiça do Trabalho. Dia 29 as funcionárias puderam sacar o FGTS depositado e receberam as guias para o Seguro-Desemprego. O que foi recebido nesta etapa pelas ex-funcionárias, contempla os salários de novembro e o décimo terceiro 2016. "O pagamento das rescisões, multas e demais verbas dependem da continuidade do processo e de novos depósitos por parte da Prefeitura", explicou Manassés Oliveira, presidente do Sindicato.

Situação semelhante à que ocorre em Araucária, acontece também em outros municípios da Região Metropolitana. Os funcionários que prestavam serviço pela New Line (para Prefeitura de Almirante Tamandaré) e S9 (para a Prefeitura de São José dos Pinhais) também aguardam a Justiça do Trabalho para poder receber seus direitos. A empresa Trohjan (que prestava serviço para a Prefeitura de Campo Largo) parcelou a rescisão de seus funcionários em 4 vezes. O Caso está sendo acompanhado pelo departamento jurídico do Siemaco.

No caso das trabalhadoras da Produserv, uma audiência está marcada para 25/01, na 1.ª Vara do Trabalho de Araucária para encaminhamento do processo.

A empresa SR Serviços Terceirizados assumiu o contrato com o município e os serviços começaram a ser restabelecidos no dia 12 de janeiro.

Quer ficar melhor informado sobre os acontecimentos do Sindicato? Curta nossa página no Facebook: Siemaco Curitiba









terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Siemaco inaugura Sede Campestre em São José dos Pinhais

Na presença de mais de 3 mil trabalhadores, funcionários e diretores, o Siemaco inaugurou neste domingo (dia 18) a pedra fundamental da sede campestre do Sindicato.

“Este é um importante capítulo da história do Siemaco. Com união e mobilização da categoria estamos enfrentando a crise de cabeça erguida e aumentando as conquistas do trabalhadores da limpeza”, ressaltou João Geronimo Filho, diretor do Sindicato.

O local de 255 mil metros quadrados começará receber benfeitorias a partir de 2017. A propriedade está localizada na Borda, do Campo, em São José dos Pinhais, na saída para as praias.

Ao descerrar a pedra que oficializa a entrega do imóvel para a categoria, Manassés Oliveira, presidente do Siemaco declarou os planos futuros. “Agora vamos dar início as benfeitorias do local. Está em fase de planejamento a construção de piscinas, campos de futebol, barracão e churrasqueiras para atender os associados e suas famílias”.

Paulo Rossi, presidente estadual da União Geral dos Trabalhadores (UGT); Maria Donizeti Teixeira Alves, presidente do Siemaco de Ponta Grossa; Alfani Alves, diretor da Federação dos Metalúrgicos do Paraná e a vereadora Julieta Reis participaram da solenidade.

Além da inauguração, o Siemaco também promoveu confraternização com alimentação, sorteios de prêmios e muitas atividades lazer para os trabalhadores e suas famílias.

Quer ver mais fotos? Acesse o Facebook: Siemaco Curitiba







Conheça os Ganhadores do Show de Prêmios Siemaco

TELEVISORES DE LED - 32 POLEGADAS
Antônio Lopes Cordeiro (Cavo Serviços E Saneamento S.A.)
Cleusa da Silva Gomes (Emparlimp Limpeza Ltda.)
Gilmar Lessa (Verzani & Sandrini Ltda – Filial)
Lourenço Mendes (Via Serviços Integrados Ltda.)
Neusa Cecilia Guelfi (aposentaa associada)
CELULARES
Alexandre dos Santos Barbosa (Transresíduos Transp Res. Inds. Ltda.)
Alisia Palinski Pereira (Mag PR Asseio Conservação Ltda)
Antonio Bastos da Silva (Emparlimp Limpeza Ltda.)
Cosma Ramos da Silva (Arw Adm de Mão-de-Obra Eirele-Me)
Francisca Eugênio de Sousa e Silva (Higi Serv Limp. e Conserv. S/A)
Glaycy Maria Aparecida Pereira (Higi Serv Limp. e Conserv. S/A)
Isabel Cristina Galdino Pires Pazini (Planservice Terceirização de Serv)
Manoel Messias de Brito Vigolvino (Limpness Limpeza E Conserv Ltda.)
Maria Aparecida dos Santos (Emparlimp Limpeza Ltda.)
Micheli dos Santos Wolpe Da Palma Cdn Limpeza E Conservação Ltda.)
Rodrigo da Silva Moreira (Emparlimp Limpeza Ltda.)
Rosane Machado Alberti (Higi Serv Limp. e Conserv. S/A)
Sonia Aparecida Machado (I.F. Pires Lopes Serv. Espec. Me)
Sonia Mara Rodrigues de Freitas (Tecnolimp Serviços Ltda.)
Suelen de Fátima Alves Moreira (Mag PR Asseio Conservação Ltda.)
TABLETS
Adail Lourenço da Silva (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
Amaral Pereira Costa (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
Anderson Pilar dos Santos (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
André Luciano de Oliveira (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
Dirceu Luiz Grzybowski (CDN Limpeza e Conservação Ltda.)
Edison Cesar Gonçalves dos Santos (Emparlimp Limpeza Ltda.)
Ivonete Andrade (Planservice Terceirização de Serv.)
João Carlos dos Santos (Veper Serv. Especializados Ltda.)
Juscimeire da Silva Bento Ribeiro (Cantina BB Central Ltda. Me)
Nelita Luiza de Jesus (Higi Serv Limp. e Conserv. S/A.)
Oneida Terezinha Martini do Nascimento (Tecnolimp Serviços Ltda.)
Roberto Carlos Rodrigues Lopes (HB Empreiteira de Mão-de-Obra Ltda.)
Valdemir Gomes da Silva (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
Valdir Fernandes Leite (Higi Serv Limp. e Conserv. S/A.)
Vera Lúcia de Camargo Dutra Machado (Sul Service Serv. Especial. Ltda.)
PRÊMIO NO VALOR DE R$ 1.000,00
Felizardo Pinheiro Cardoso (aposentado associado)
Izabel dos Santos (Andrade Serviços Gerais Ltda.)
Jucemara Soares (Hamirisi Serv. Limp. Conserv. Ltda.)
Natal Gerbes (Higi Serv Limp. e Conserv. S/A)
Peter Barroso Martins (Ddp Fumigação Ltda. - Epp )
PRÊMIO NO VALOR DE R$ 500,00
Carlos Agostinho Leandro de Siqueira (Verzani & Sandrini Ltda – Filial)
Deise Yara Eduardo (Ira Reidler Prest. Serviços Ltda.)
Juliano Gabriel da Silva de Lima (Segline Adm. de Serviços e Com. Ltda.)
Newton Fernando Adriano (Tecnolimp Serviços Ltda.)
Rafael Camargo Aragão (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
APARELHOS DE PRESSÃO
Aline Eloita do Nascimento R. Landicci (Veper Serv Especializados Ltda.)
Antonio Lucio dos Santos (Cavo Serviços e Saneamento S.A)
Ariuza Gouvea dos Santos (Progresso Construções Serv Ltda)
Claudiney de Souza França (Cavo Serviços e Saneamento S.A)
Donizete Aparecido Lemos da Silva (Paviservice Eng e Serv Ltda. -Paranaguá)
Elenita Pereira de Melo (Elo Serviços de Facilities Ltda.)
Eraldo Modesto do Rosário (Force Serviços Terceirizados Eire)
Erickson Mainardes Andruszinski (Uniservice Vigilancia Ltda Epp.)
Jucelia Pereira da Rocha (Clean Mall Servicos Ltda – Filial)
Marcos Ventura Soares (Paviservice Eng E Serv Ltda- Paranaguá)
Marilda de Oliveira da Silva (Progresso Construcoes Serv Ltda.)
Nina do Pilar Cruz Bernardo (Emparlimp Limpeza Ltda.)
Paulo Sergio Alves (Cavo Serviços e Saneamento S.A)
Renato Alves Ribeiro (Cavo Serviços e Saneamento S.A)
Tania Mara Faria Pinto (Tecnolimp Serviços Ltda )
VENTILADORES
Almiria de Souza Roncaglio (Auxiliar Serv. Gerais do PR Ltda.)
Arao de Paula Fagundes (Aironserv Serviços Integ. Ltda.)
Bruna de Jesus Scotti (Orbenk Administ. e Serviços Ltda.)
Clodoaldo Alves Rodrigues (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
Dirce Mainardes Andruszinski (Serlar Serv. de Apoio Ltda. Me)
Edson Valim de Souza (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
Heloisa Fernanda de Souza (Tecnolimp Serviços Ltda.)
Jose Ananias Pinto (Cavo Serviços e Saneamento S.A.)
Lurdes Caitano da Silva (Tecnolimp Serviços Ltda.)
Maria da Luz Lima (Higi Serv Limp. e Conserv. S/A)
Maria Margarete Ferraz (Tecnolimp Serviços Ltda.)
Maria Rita de Avelar (Tecnolimp Serviços Ltda.)
Rogiana de Souza Batista (Poliservice Sist. Hig. Serv. S/C Ltda.)
Sueli Aparecida Ribeiro Paul (SR Serviços Terceirizados Ltda.)
Tatiane Lemos Lourenço (Labor Obras Ltda.)
Uderlei Neves (Paviservice Eng. r Serv. Ltda. – Paranaguá)

*Lembrando que para ter direito ao prêmio o trabalhador precisava estar presente no local do evento no momento do sorteio.

Quer ver mais fotos? Acesse o facebook: Siemaco Curitiba








Mais de 3 mil trabalhadores aprovaram a pauta de reivindicação da Campanha Salarial Siemaco

18/12/2016

Aumento de 20% nos salários, 30% nos tíquetes, manutenção dos postos de trabalho, pagamento por insalubridade, melhoria das condições no setor de asseio e conservação. Essas são algumas das bandeiras de luta que estão sendo defendidas pelos Siemacos de Curitiba, Cascavel, Londrina, Francisco Beltrão, Maringá, Ponta Grossa e Foz de Iguaçu.

Os mesmos índices de reajuste também estão entre os pedidos dos trabalhadores da limpeza pública da grande Curitiba.

São mais de 70 mil pessoas representados pelos Siemacos que são organizados pela Feaconspar – Federação dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação do Paraná. Depois de aprovada a pauta no estado, o documento é enviado para o Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação para o início das negociações.

Para os trabalhadores as dificuldades estão ainda maiores esse ano. A crise político-financeira do país, aliada a inadimplência dos órgãos públicos têm sido os argumentos dos empresários para não conceder aumentos e melhorias. “Se a crise está difícil para as empresas, muito mais ela tem interferido na vida dos trabalhadores, é por isso que não vamos abrir mão de lutar pela manutenção das nossas conquistas e aumento dos salários”, afirmou Manassés Oliveira, presidente da Feaconspar e do Siemaco em Curitiba.

UNIÃO INTERNACIONAL - Para fazer frente aos ataques aos direitos dos trabalhadores, o movimento sindicai está se unindo para trocar experiências e fortalecer a representação da classe laboral. O Siemaco e a Feaconspar somam forças como filiados à UGT (União Geral dos Trabalhadores); Conascon (Confederação Nacional dos Trabalhadores) e Uni Global Union – entidade internacional que visa a defesa e o crescimento de instituições de trabalhadores em todo o mundo.


Quer ver mais fotos? Acesse o Facebook: Siemaco Curitiba




Siemacos participam de Plenária Estadual da UGT

15/12/16

Os Sindicatos dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação (Siemacos) de Curitiba, Cascavel, Londrina e Ponta Grossa participaram nos dias 14 e 15/12 da Plenária Estadual da UGT - União Geral dos Trabalhadores do Paraná.

Entre os temas em discussão estão o panorama econômico nacional, a crise financeira e as propostas de alterações na legislação trabalhista e na Previdência.

"É preciso manter a comunicação constante para desenvolver ações conjuntas de resistência pela preservação dos direitos dos trabalhadores", afirmou Manassés Oliveira, presidente da Feaconspar - Federação dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação do Paraná.

Uma das principais preocupações do movimento sindical brasileiro é a PEC-241 (Proposta de Emenda à Constituição) que, se for aprovada pela Câmara dos deputados, congelará os gastos públicos por 20 anos. A limitação influenciará diretamente a política de valorização dos salários e os investimentos nas áreas de Saúde, Educação e Infraestrutura em nosso país.








quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Nova audiência na segunda-feira vai decidir questão da dívida da Prefeitura com as empresas terceirizadas



Aconteceu dia 29/11 a pedido do Siemaco uma audiência de mediação no Ministério Público do Trabalho para tentar solução para o problema que ameaça os direitos e os empregos de 4.000 funcionários das empresas que prestam serviço para o município.

A denúncia dos riscos foi feita pelo Siemaco após receber notificação do sindicato patronal sobre a limitação financeira das empresas. A Procuradora do Trabalho, Dra. Cristiane Maria Sbalqueiro Lopes ressaltou durante a audiência que o crédito trabalhista é privilegiado dado o seu caráter alimentar, motivo pelo qual deve ser tratado com prioridade.

Os representantes das empresas explicaram não ter mais condições de arcar com salários e décimo terceiro se não receberem as faturas atrasadas do município. A Prefeitura afirma estar buscando formas de negociação com as empresas. Até o final da semana a Prefeitura e as empresas vão reunir-se para tratar o assunto. Na próxima segunda-feira, 05/12, às 16h, acontece uma nova audiência no Ministério Público do Trabalho para decidir os encaminhamentos.

Desde o decreto municipal 1094 do final de outubro, mais de 500 trabalhadores de asseio e conservação foram dispensados por suspensões e reduções de contrato em Curitiba. Como explicou Amélia Rodrigues Palhares, diretora do Siemaco “o trabalhador não pode ser penalizado por problemas entre o tomador de serviço e a empresa contratada”.

Se os trabalhadores não receberem seus salários no quinto dia útil de dezembro, começarão as manifestações e greves na categoria que poderão afetar creches, escolas e unidades de saúde do município.


Dívidas da Prefeitura ameaçam 4.000 empregos da limpeza em Curitiba

28/11/2016


Imagine trabalhar o ano inteiro e quando chegar em novembro o seu chefe avisar que não terá como pagar o seu Décimo Terceiro. Pior, dizer que não sabe como pagará nem o salário do mês e, que não há mais garantia de que os empregos poderão ser mantidos. Essa é a situação de cerca de 4.000 funcionários da limpeza que trabalham como terceirizados para a Prefeitura de Curitiba.

São garis, zeladores, serventes e merendeiras que trabalham nas escolas, creches, unidades de saúde, meio ambiente e limpeza pública que estão com seus direitos ameaçados.

A informação é do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação (SEAC) que já notificou o Siemaco – Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação sobre os riscos. Segundo os empresários, não há dinheiro para o pagamento de salários e benefícios dos trabalhadores a partir do quinto dia útil de dezembro se a Prefeitura não quitar as dívidas pendentes desde o mês de julho. “Infelizmente o prefeito não tem pago as suas contas e agora são os trabalhadores que estão com seus direitos ameaçados”, afirmou Manassés Oliveira, presidente do Siemaco.

Para evitar o caos no setor de asseio e conservação, o Sindicato dos trabalhadores solicitou intervenção urgente do Ministério Público do Trabalho. Trabalhadores, empresários, representantes da Prefeitura (da atual gestão e da equipe de transição) foram notificados para participar de audiência dia 29, às 14h30, na sede do Ministério Público do Trabalho.

Desde o decreto 1.094 assinado pelo Prefeito Gustavo Fruet no final de outubro, mais de 500 funcionários da limpeza já foram demitidos.

Estima-se que a dívida municipal apenas com as principais empresas do setor de asseio e conservação já ultrapasse 150 milhões. Segundo às informações foram repassadas ao Siemaco, a situação é grave e se não houver solução imediata, mais de 4 mil trabalhadores estão com seus direitos e empregos ameaçados.

Foto: Por causa de redução de contrato da Prefeitura mais da metade dos trabalhadores da coleta Vegetal de Curitiba foram dispensados ou estão cumprindo aviso.